Maresia-Mar

Este blog será parte de mim, o encontro de amigos e emoções. Serei eternamente criança, azul de alma e coração... O mar, o meu refúgio, o meu porto seguro!

sábado, fevereiro 20

Já é tarde. Para lá da janela caiu a noite e envolveu na escuridão as ruas e casas. Não vejo nenhuma luz. Vieram as nuvens e levaram as estrelas. Deitei-me há já algumas horas mas não conseguia dormir. Fixo o olhar na luz do candeeiro e... «Era uma tarde primaveril, acabáramos de sair da escola. Eramos cinco crianças com 9 anos, cheios de sonhos e as fantasias faziam parte do nosso dia-a-dia. - Ao que vamos brincar hoje?- pergunta a Lina. - Sei lá. - responderam em coro. - Já sei - digo eu- vamos brincar aos príncipes e princesas. Todos concordaram. Havia um campo enorme perto de nossas casas, todo ele era um emaranhado de flores de vários tipos, mas os malmequeres amarelos eram os nossos preferidos. - Olhem, podíamos enfeitar-nos com colares e coroas de flores. Vamos a casa buscar linhas e agulhas - diz a Paula. Lá fomos todos e passados alguns instantes, já estávamos nas nossas traquinices, cortamos várias flores e fizemos enfeites de várias cores e tamanhos. Estávamos bonitos, felizes e a tarde ia ser dedicada à magia. Nós, as três raparigas, todas dada à beleza, estávamos a achar piada aos nossos "trajes", mas os rapazes já estavam a ficar cansados. Eu era quase sempre a líder, era quem mais inventava brincadeiras, os outros seguiam-me quase sempre com prazer. - Vamos fazer um cortejo - digo - quem é a princesa? - Eu - diz a Lina. - E o príncipe? - Eu- responde o Miguel Formamos então uma fila. Os mantos eram formados por fios de malmequeres, papoilas e chupões lilases. Riamos a bom rir, entoávamos canções infantis e dançávamos ao som da nossa própria voz. Corriam os anos 70, eramos crianças livres, apesar de tudo. Eramos felizes, tínhamos espaço, tempo, imaginação e amigos. A tarde avançou rapidamente, estava na hora de regressar, as nossas mães já gritavam os nossos nomes, nós tínhamos feito ouvidos moucos, mas agora tinha que ser... Despedimo-nos como sempre.....» Abro os olhos, tento lembrar-me do que acontecera. Tinha tido um sonho? Ou simplesmente lembranças da minha infância?? (In Memórias minha, 2006)

2 Comentários:

Às 15 março, 2016 , Blogger lua prateada disse...

Maravilhoso...faz-nos voltar atraz no tempo...e quão bom era, não volta mais...
Hoje novas coisas vivemos, com todas as nossas recordações somos pessoas mais sábias...
Abracito lá da lua

 
Às 31 julho, 2016 , Blogger maresia_mar disse...

Verdade amiga, todas as memórias fazem parte da nossa história 💋

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial